sexta-feira, 16 de junho de 2017

Once Upon a Time - 6ª temporada

Não é de hoje que afirmo que é hora de se despedir de Once Upon a Time. De fato, foi assim que terminei a crítica do 5º ano da série. Então a sexta e mais recente temporada, até ensaia um desfecho, mas não o faz de verdade. A série vai voltar para mais um ano, um pouquinho diferente, mas estou adiantando as coisas.

Era Uma Vez - nome que recebeu quando chegou à TV aberta brasileira - originalmente contava o que aconteceu depois do "felizes para sempre" da Branca de Neve, com a rainha má lançando uma maldição sobre todos os moradores da Floresta Encantada.  Em cinco anos de aventura o cenário mudou, a Rainha se redimiu, a família cresceu e eles conheceram muitas terras e personagens novos dos mais distintos contos e histórias. Sempre mantendo a família de Branca e Encantado como centro da trama.

Ao chegar no sexto ano, a série tinha uma mitologia para lá de complexa e tantos personagens que a maioria some e reaparece conforme a necessidade ou disponibilidade de seus intérpretes. Esta temporada prometia então refrescar a linguagem, adotando retornar ao arco único para a temporada inteira, e não dois distintos, dividindo a temporada ao meio como fez nos últimos anos. Mas o resultado não foi dos melhores.

Terra das Histórias Não Contadas, Mr. Hyde e Dr. Jekyll, Alladin e Jasmin, o lado malvado da Rainha Má Regina, Fada Negra entre outros foram convocados para criar o que seria uma grande aventura única. Mas, acabou virando uma série de episódios interligados, com personagens espalhados e ocupados com diferentes subtramas, e um vai-e-vem que não necessariamente faz a história evoluir, transformando um universo já complexo em um mundo completamente confuso. Isso antes de assumir qual destes problemas seriam a grande batalha da season finale, para qual os personagem passam mais tempo enrolando se preparando, que de fato enfrentando.
Jasmim, Aladim e Ariel passando só para complicar mais a trama, já rocambolesca!
Soluções preguiçosas - o beijo do amor verdadeiro agora cura até a morte? - tentam soar como cíclicas, mas são repetitivas e tiram o "peso" dos momentos que foram usadas adequadamente. Além disso, agora todos são "redimíveis", bonzinhos incompreendidos, exceto é claro o grande vilão. Enquanto Emma, a salvadora é "endeusada" (duvida confere a referencia à Santa Ceia de DaVinci no último episódio). Simplificação de personagens e atalhos narrativos que nem de longe lembram a série criativa que fora em sua estreia.

Então você fica animado, ao pensar que ao menos eles perceberam que as opções estão esgotadas e parecem finalizar a história. Apenas, para descobrir segundos mais tarde que na verdade se trata de um reboot, um novo livro e uma nova criança precisam fazer alguém acreditar que o mundo de contos de fada é real, são apresentados como gancho para a sétima temporada já confirmada. A sensação de ser ludibriado é inevitável. Os criadores não sabem como encerrar, ou pior não querem se desfazer de sua galinha dos ovos de ouro. Enquanto isso a qualidade cai. E parece que o elenco também sentiu isso, já que grande parte se despediu da série, embora participações especiais não estejam descartadas pelos produtores.

Particularmente, prefiro abraçar o este quase final, já muito desgastado e enfraquecido oferecido por esta mais recente temporada. Deixar a série enquanto os bons momentos ainda prevalecem sobre os ruins. Mas, desejo boa sorte para quem resolver ficar.
O casório saiu, mas o "Felizes para Sempre" tá difícil de acontecer!
Personagens perdidos ou esquecidos, elenco desfalcado, soluções fáceis. O sexto ano de Once Upon a Time, deixou um gostinho ruim na memória de quem acompanha a série desde o início. E um caminho mais complicado para os expectadores da próxima temporada. Para quem ainda pensa em se aventurar por estes contos de fadas, recomendo as duas primeiras temporadas. É o suficiente!

Once Upon a Time é exibida no Brasil pelo canal Sony, suas cinco primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix. Na Record recebeu o título nacional de "Era Uma Vez". Leia mais sobre Once Upon a Time.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top